Segundo Nanossatélite Científico Brasileiro, missão NanosatC-BR2, tem participação da EMSISTI e envia suas primeiras telemetrias

O NanosatC-BR2 é um satélite padrão CubeSat 2U, com 1,72 Kg de massa e dimensões 20 cmx 10cm x 10cm, lançado em órbita baixa (LEO) pelo lançador Russo Soyuz-2, operado pela Roscosmos. O satélite tem o objetivo de monitorar no geoespaço a intensidade do campo geomagnético e a precipitação de partículas energéticas ionizantes; e qualificar no espaço suas cargas úteis tecnológicas.

NanosatC-BR2 é o segundo nanossatélite desenvolvido no âmbito da Parceria e Convênio entre o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), unidade do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e a Universidade de Santa Maria – UFSM.

A EMSISTI, uma das principais fornecedras do Programa NANOSATC-BR, Desenvolvimento de Cubesats, foi responsável pelo software de comunicação da Estação Terrena com o satélite e do software embarcado de gestão de bordo. É a primeira vez que uma startup brasileira desenvolve soluções para satélites de pequeno porte no Brasil.

Saiba mais sobre o Programa NANOSATC-BR, Desenvolvimento de Cubesats.

Marcelo Essado, Douglas Diniz Landim e Wendell Silva (remoto) na integração e testes do satélite NanosatC-BR2. [Fonte: EMSISTI]
Software de Comunicação para Telemetria, Telecomando, Visualização e Disseminação de Dados desenvolvido pela EMSISTI para a missão NanosatC-BR2. [Fonte: INPE].
Montagem, Integração e Testes do NanosatC-BR2. [Fonte: INPE].

Facebooktwitterredditpinterestlinkedintumblrmail
Posted in Sem categoria.